Contrato de prestação de serviços de marketing digital – saiba de uma vez por todas como elaborar!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O marketing digital é uma área que vem ganhando força nos últimos tempos. Comerciantes perceberam que investir na área é algo que dá retorno. Estar na internet, hoje em dia, é extremamente necessário, afinal, é nela que boa parte das pessoas buscam lugares onde consumir. Mas como elaborar um contrato de prestação de serviços de marketing digital?

O contrato de prestação de serviços de marketing digital é algo que acaba por ser importante ao firmar uma parceria. É o contrato quem irá ditar como a parceria acontecerá e, também, é ele quem impedirá que um dos lados abandone o que foi prometido. Ele acaba por impedir que qualquer um dos lados tenha prejuízo.

Mas o que colocar no texto ao elaborar um contrato de prestação de serviços de marketing digital?

Confira Nossas Especialidades (1) - Contabilidade em Moema Zona Sul | Attentive Assessoria Contábil

Os principais pontos de um contrato

Antes de elaborar o contrato de prestação de serviços de marketing digital é necessário, obviamente, que as duas partes estejam de acordo. Contratante e contratado devem se reunir e deixar claro pontos como:

  • Preço de cada serviço;
  • Quantidade de serviço que será prestada;
  • Casos em que se pode romper o contrato;
  • Prazos.

Existem ainda mais pontos, contudo, depende muito da forma que ambos os lados irão atuar. O contrato é apenas uma formalização daquilo que foi combinado. Tudo o que é combinado, e que se não cumprido interferirá no que é esperado por qualquer um dos lados deve estar na elaboração do contrato de prestação de serviço de marketing digital.

E é óbvio que  cada lado defenderá seus interesses. O contratante pode, por exemplo, se recusar a colocar uma cláusula delimitando o tanto que terá de pagar por mês. A maioria prefere ter a liberdade de fazer uma demanda e pagar por ela, sem ficar preso a um pacote na hora de fazer o contrato de prestação de serviços de marketing digital.

Ao invés de colocar no contrato que o contratante quer um número X de textos ou práticas de SEO (uma das ferramentas mais usadas no marketing digital) por mês, coloca-se que por cada texto se pagará Y reais. É claro que isso acaba por ser negativo para o contratado, que não alcança certa estabilidade. 

Essas cláusulas serão influenciadas, claramente, por uma relação de poder. Algum dos lados terá de ceder às demandas do outro. Ao pesquisar como elaborar o contrato de prestação de serviços de marketing digital, é bom se atentar a isso.

O lado mais avançado do contrato

Após definir como o contrato será feito, existe a parte burocrática. A redação tem de seguir certos padrões, como, por exemplo, colocar datas, colocar informações (como o número de certos documentos), e por aí vai… por último, é necessário que ambos os lados assinem o contrato.

Redigir um bom contrato não é algo fácil. Nem todas as pessoas sabem fazer isso. É normal que a tarefa seja delimitada a um especialista. Se um lado contrata um especialista para ajudar na redação e o outro não, é capaz de este sair em desvantagem. 

Mais do que redigir o contrato de forma correta, o especialista impede que as partes  assinem um contrato injusto. Se você está pensando em como elaborar um contrato de prestação de serviço de marketing digital, fale conosco. Nós podemos te ajudar!

Insira seu e-mail para receber nossos artigos

Alerta sobre DECORE

Conforme amplamente divulgado pelo Conselho Federal de Contabilidade, quadrilhas especializadas tem oferecido crédito e indicando uma pessoa que supostamente trabalha em uma contabilidade para emitir a DECORE. O Grupo Attentive alerta que não fornece DECORE a não clientes e adverte que ninguém está autorizado a oferecer ou fornecer tal declaração em nome do grupo, não se
responsabilizando por qualquer prejuízo. Em caso de
dúvida, solicitamos que entre em contato conosco
por nossos canais oficiais de atendimento.