Qual o processo contábil para abrir uma franquia?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O mercado das franquias cresce significativamente no Brasil. São várias empresas que adotam esse modelo de negócio e muitas outras que pretendem adotar.

As franquias oferecem uma série de vantagens tanto para a empresa detentora da marca, que recebe um capital inicial e participações mensais nos resultados das suas lojas franqueadas, como também para a loja franqueada que conta com todo o apoio e estrutura oferecida por marcas e produtos já consolidados no mercado.

Que investir no mercado de franquias é um bom negócio, disso não se tem dúvidas, afinal apenas para que tenhamos uma ideia, somente em 2019, o setor de franquias no Brasil, cresceu 6,9%  com faturamento total anual de R$ 186,7 bilhões. Os dados são da  Associação Brasileira de Franchising – ABF.

Apesar de um 2020 difícil, em razão da pandemia, as expectativas para o segmento de franquias são as melhores para 2021. Nesse sentido, cresce o número de empresários e empreendedores interessados em investir nesse formato de negócio.

Com o crescimento de interessados em investir no mercado de franquias, surge a seguinte dúvida: “Qual o processo contábil para abrir uma franquia?”

Se essa também é a sua dúvida, você chegou ao lugar certo, pois neste conteúdo a Attentive Contabilidade explica em detalhes o processo contábil de abertura para franquias.

 

Compreendendo o processo contábil de abertura de uma franquia na prática

O primeiro ponto que precisamos levar em consideração em relação ao processo contábil de abertura de uma franquia, diz respeito à responsabilidade legal de abertura da empresa.

De acordo com a legislação de franquias em vigor no país, a responsabilidade pela abertura da empresa fica por conta do franqueado e não da empresa franqueadora.

Além disso, também é preciso deixar claro, que a razão social, ou seja, o nome empresarial é do franqueado, enquanto apenas o nome fantasia é cedido pela franqueadora. Não tratando-se também de uma filial, o CNPJ da loja franqueada não possui relação com o CNPJ da empresa franqueadora.

Sendo assim, toda a responsabilidade contábil e jurídica fica por conta do franqueado, que inclusive pode escolher o formato de abertura da sua empresa e o regime tributário ideal para o seu negócio.

Em síntese, podemos dizer que o processo de abertura de uma loja franqueada é o mesmo de outra empresa qualquer, sendo no entanto, cedido pela franqueadora, apenas o nome fantasia da marca e é claro, toda a estrutura por trás dela.

Sendo assim, quem investe em uma franquia conta com:

 

  • Apoio da franqueadora na gestão dos negócios;
  • Treinamento e capacitação;
  • Visibilidade de mercado relacionadas às estratégias de marketing da marca;
  • Dentre outros benefícios importantes.

Saiba mais sobre o processo contábil para abrir uma franquia

A Attentive Contabilidade é a sua assessoria contábil especializada em franquias. 

Com larga experiência no mercado de franchising brasileiro, a Attentive Contabilidade conta com um time de profissionais altamente capacitados para retirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Deseja saber mais sobre o processo contábil para abrir uma franquia e retirar outras dúvidas relacionadas ao assunto?

Então não perca mais tempo, entre em contato conosco e converse com um dos nossos especialistas!

 

Insira seu e-mail para receber nossos artigos

Alerta sobre DECORE

Conforme amplamente divulgado pelo Conselho Federal de Contabilidade, quadrilhas especializadas tem oferecido crédito e indicando uma pessoa que supostamente trabalha em uma contabilidade para emitir a DECORE. O Grupo Attentive alerta que não fornece DECORE a não clientes e adverte que ninguém está autorizado a oferecer ou fornecer tal declaração em nome do grupo, não se
responsabilizando por qualquer prejuízo. Em caso de
dúvida, solicitamos que entre em contato conosco
por nossos canais oficiais de atendimento.