Saiba sobre os regimes tributários para agências de publicidade

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Regimes tributários para agências de publicidade, como encontrar a melhor opção? Quais as diferenças entre os regimes tributários disponíveis no país?

Definir o melhor regime tributário para agências de publicidade implica em diversos fatores que podem impactar diretamente nos resultados do negócio. Basta uma escolha inadequada para que a agência sinta o peso da carga tributária sobre os seus negócios.

Infelizmente, muitas agências de publicidade acabam fazendo escolhas equivocadas e em razão disso contribuem com uma carga tributária acima da média para o setor, fato que prejudica o bom andamento dos negócios.

Sabendo disso, a Attentive Contabilidade, apresenta neste conteúdo os principais nuances dos regimes tributários para agências de publicidade e seus impactos sobre as empresas do setor, confira!

 

Como funciona a tributação para agências de publicidade?

Agências de publicidade podem ser tributadas por meio de três regimes diferentes, fato que causa confusão e muitas vezes, tributação em excesso. 

Os regimes tributários disponíveis para empresas desse setor são os seguintes:

Lucro Real

  • Obrigatório para empresas em geral e agências de publicidade com faturamento anual superior a R$ 78 milhões de reais;
  • Optativo para empresas com faturamento inferior ao limite destacado no item anterior;
  • O cálculo de parte dos impostos devidos é baseado no lucro líquido da empresa.

Lucro Presumido

  • Regime destinado para empresas com faturamento superior a R$ 4,8 milhões anuais e inferior a R$ 78 milhões;
  • Tributação com base em alíquotas pré-definidas pela legislação tributária;
  • Pagamento de cada tributo (IRPJ, CSLL, PIS, COFINS) por meio de uma guia específica.

Simples Nacional

  • Regime destinado para empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões anuais;
  • Pagamento de tributos por meio de uma única guia mensal;
  • Alíquotas reduzidas a depender do faturamento mensal.

Vale destacar que apesar de ser uma possibilidade, o Lucro Real demonstra-se vantajoso apenas para empresas de grande porte, enquanto que o Simples Nacional e o Lucro Presumido atendem melhor as empresas de pequeno e médio porte.

 

Lucro Presumido ou Simples Nacional para agências de publicidade?

Descartado o Lucro Real como alternativa para grande parte das agências de publicidade, nos resta o Lucro Presumido e o Simples Nacional, entre as possibilidades, qual a melhor opção?

Analisando apenas os limites de faturamento, muitas pessoas acreditam que o Simples Nacional é a melhor opção para agências de publicidade, no entanto, é importante destacar que essa conclusão nem sempre é verdadeira.

Como regra, o Simples Nacional é um regime mais econômico e vantajoso para pequenas e médias empresas, entretanto, uma análise mais detalhada é necessária para definir com clareza o melhor regime tributário para agências de publicidade.

Na prática, a tributação aplicáveis no Simples Nacional e no Lucro Presumido para agências de publicidade podem variar da seguinte forma:

Simples Nacional: Entre 4,5% e 33% das receitas mensais.

Lucro Presumido: Entre 13,33% e 16,33% das receitas mensais.

Com base nas alíquotas destacadas acima, existem alguns casos onde o Simples Nacional é a melhor opção e outros onde o Lucro Presumido é a escolha ideal.

Deseja descobrir qual o melhor regime tributário para a sua agência de publicidade? Solicite uma análise da Attentive Contabilidade. Entre em contato conosco.

Insira seu e-mail para receber nossos artigos

Alerta sobre DECORE

Conforme amplamente divulgado pelo Conselho Federal de Contabilidade, quadrilhas especializadas tem oferecido crédito e indicando uma pessoa que supostamente trabalha em uma contabilidade para emitir a DECORE. O Grupo Attentive alerta que não fornece DECORE a não clientes e adverte que ninguém está autorizado a oferecer ou fornecer tal declaração em nome do grupo, não se
responsabilizando por qualquer prejuízo. Em caso de
dúvida, solicitamos que entre em contato conosco
por nossos canais oficiais de atendimento.