Os principais números que você deve prestar atenção no fluxo de caixa

Os principais números que você deve prestar atenção no fluxo de caixa
Controlar o caixa de sua empresa é parte essencial para o sucesso de sua empreitada. Confira aqui os principais números para se atentar!

Compartilhe

O Fluxo de Caixa é um indicador de desempenho muito importante para entender a movimentação financeira de uma empresa. Ele precisa considerar diversas informações, a exemplo das entradas e saídas de dinheiro, períodos específicos de movimentação e possíveis oscilações perante o tempo.

Sendo a prioridade organizacional de empresas, o fluxo de caixa é a primeira lente capaz de visualizar e analisar recursos em sua empresa e é a partir da análise desse dado que se pode diagnosticar a saúde financeira de seu empreendimento.

Dados que devem ser acompanhados em seu controle de caixa

Um bom fluxo de caixa deve levar em consideração alguns números específicos, como:

  • Fluxo de Caixa Projetado: Além do fluxo de caixa comum e basilar, sua análise deverá contar com projeções, capazes de enxergar no horizonte a possibilidade de cumprir com pagamentos específicos, verificar falhas e sangrias de capital, assim como evitar multas ou ganhar descontos com antecipação de débitos. Sem a projeção do fluxo, perde-se um dado importante que pode auxiliar e muito na gestão interna;
  • Fluxo de Caixa operacional: Num segundo ponto temos o fluxo de caixa operacional, onde levam-se em conta todos os gastos operacionais da empresa, identificando quais são os valores essenciais para o funcionamento da marca, desde a folha de pagamento, o pagamento ou recebimento de empréstimos e assim por diante. Esse dado pode ser usado posteriormente em outro índice – o ponto de equilíbrio;
  • Fluxo de Caixa de Investimentos: Se sua empresa lida agora com um momento de gastos contínuos focados na expansão ou melhoria de serviços, ter um fluxo de caixa que foca nos investimentos específicos mostra uma realidade muito mais clara a respeito do funcionamento de sua empresa, entendendo melhor o destino dos valores e sabendo melhor a origem dos mesmos;
  • Capital de Giro: Um valor que deve ser separado do fluxo de caixa e observado com atenção é o Capital de Giro, uma vez que ele define grande parte do que é possível no futuro próximo e quanto de valor líquido se encontra nas mãos dos gestores;
  • Fluxo de Caixa Final: Também conhecido como Fluxo de Caixa Livre, ele mede a capacidade de geração de capital num curto, médio e longo prazo. É possível aqui trabalhar com um relatório que projeta em 60 a 90 anos, e outro que trabalha com projeções de 2 a 5 anos.

É por meio desses dados mais específicos que seu Fluxo de Caixa pode se tornar mais específico, mais claro e muito mais útil para o planejamento interno. Investir nesses aspectos pode parecer confuso num primeiro momento, mas com a ajuda de especialistas em contabilidade, sua empresa é capaz de ter acesso a essas informações com eficiência e precisão.

Conte com a Attentive e dê um passo rumo ao futuro da sua empresa!

Se você quer entender um pouco mais sobre o fluxo de caixa ou sobre as possibilidades que se abrem ao contratar uma contabilidade, converse com um dos profissionais da Attentive agora mesmo e tenha acesso a uma explicação completa acerca de nossos serviços.

Esperamos seu contato desde já. Um grande abraço e até mais.

Insira seu e-mail para receber nossos artigos