PGDAS: o que é?

PGDAS
O PGDAS é um programa essencial para empresas do Simples Nacional. Venha conhecer mais sobre ele

Compartilhe

Você sabe o que é PGDAS? Você sabe o que significa essa sigla? Sem dúvida alguma, este é um conhecimento que poucos empreendedores possuem.

Na realidade, essa sigla está muito mais relacionada ao profissional contábil, pois o contador é o profissional mais capacitado para lidar com a apuração de impostos.

Por outro lado, pode ser interessante para o empresário saber um pouco mais sobre o que é esse programa e qual é sua importância no fim das contas.

 

O que é o PGDAS?

PGDAS é a sigla para “Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional”, e é utilizado para calcular os impostos pagos por empresas desse regime.

Ele também é utilizado para fazer a declaração dos valores à Receita Federal e, claro, fazer a geração do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Vale destacar que também existe o PGDAS-D, que significa “Programa Gerador do Documento de Arrecadação do Simples Nacional Declaratório”.

Este, por sua vez, é um sistema online o qual empresas do Simples Nacional podem fazer uso para calcularem os valores dos impostos que ainda precisam ser pagos.

Vale ressaltar que o empresário possui duas formas diferentes de apresentar os dados da empresa a receita federal, que é por meio do regime de caixa e ou regime de competência.

 

Que tipo de empresa faz uso desse programa?

Como o próprio nome já explica, o PGDAS foi criado para empresas do Simples Nacional. Isso significa que ele não tem serventia para empresa do Lucro Real e Lucro Presumido.

No entanto, existe um tipo de empresa que não precisa usar esse programa, que é o MEI (Microempreendedor Individual). No caso, essas empresas possuem o PGMEI.

Qualquer outra empresa enquadrada no regime do Simples Nacional precisa fazer uso do dele mensalmente para calcular seus impostos e gerar sua guia de pagamento.

 

Quais impostos são apurados?

Primeiramente, é importante lembrar que o regime do Simples Nacional tem esse nome justamente por simplificar o pagamento de impostos, os juntando em um único, a DAS.

Portanto, quando o PGDAS calcula os impostos de uma empresa, ele está essencialmente apurando os seguintes impostos:

  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Programa de Integração Nacional (PIS);
  • Contribuição Patronal Previdenciária (CPP)
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto sobre Circulação de Serviços de Qualquer Natureza (ISS);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

 

Como emitir guia de pagamento com o PGDAS?

Por fim, pode ser interessante saber como é que faz a emissão da guia de pagamento pelo PGDAS. No caso, será necessário entrar no PGDAS-D.

Veja esse passo a passo:

  1. Acesse a página do Simples Nacional;
  2. Clique na opção “PGDAS-D e DEFIS”, no canto direito da tela;
  3. Na forma de login, escolhe as opções “código de acesso” e “certificado digital”;
  4. Em seguida vá na opção “Regime de Apuração” e, depois, clique em “Optar”;
  5. Então vá em “Regime de Apuração de Receitas” e informe o ano-base da emissão;
  6. Indique se a apuração é por regime de caixa ou competência;
  7. Finalize a operação e clique em “Salvar Demonstrativo”.

Gostou de saber sobre o PGDAS? Então aproveite e coloque o blog da Attentive Contabilidade nos seus favoritos.

Insira seu e-mail para receber nossos artigos