Como Trabalhar Como Arquiteto Autonomo Post - Contabilidade Em Moema Zona Sul | Attentive Assessoria Contábil

Como trabalhar como arquiteto autônomo

Está em dúvida sobre como trabalhar como arquiteto autônomo?

Felizmente não há tanta burocracia para você começar a trabalhar como arquiteto autônomo, somente alguns procedimentos para garantir que esteja dentro da legalidade e possa ter sucesso nessa área sem enfrentar problemas.

No entanto, existem sim algumas dúvidas referentes à prática profissional como arquiteto autônomo.

Para te ajudar a se tornar um arquiteto autônomo, compilamos para você aqui neste artigo todas as informações referentes a este tema.

Confira!

Quem é o arquiteto autônomo

O profissional autônomo é aquele que atua com total autonomia e independência como prestador de serviços.

Isso faz com que ele não tenha nenhum vínculo empregatício com a empresa com que, porventura, vá trabalhar.

Dessa forma, o arquiteto profissional autônomo tem completo controle sobre sua carreira sem precisar cumprir regras e normas específicas de empresas.

Requisitos para atuar como arquiteto autônomo

Primeiramente você precisa ter sua carteira de profissional da arquitetura CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo) que é o órgão que regulariza essa profissão no Brasil.

O segundo requisito para ser profissional autônomo é fazer sua inscrição municipal junto à prefeitura para fazer seu registro local.

Os demais requisitos para você se tornar um arquiteto autônomo envolvem a previdência a social e o carnê leão, dos quais você deve estar em dia.

Tributação para arquitetos autônomos

Ao optar pelo registro de arquiteto autônomo você deverá fazer isso junto à prefeitura de sua cidade, conforme já mencionamos.

E diferente do profissional que quer abrir empresa, a parte burocrática desse processo é um pouco mais simplificada.

Assim, para trabalhar como arquiteto autônomo você precisa declarar somente:

  • Seu próprio imposto de renda, que varia de uma faixa de isentos.
  • A contribuição do INSS, que é calculada em função das faixas de contribuição e do valor de recebimento.
  • E pagar os tributos de impostos sobre serviços (ISS) mensalmente para a prefeitura em que desenvolve suas atividades. Em alguns municípios o ISS é cobrado a cada emissão de Recibo de Pagamento Autônomo (RPA).

Além destes, você enquanto arquiteto autônomo faz parte de uma categoria que deve pagar uma contribuição sindical para o seu órgão representativo, que no caso é o CAU.

Arquiteto autônomo pode ser MEI?

Se por um acaso você está pensando em se cadastrar como MEI (Microempreendedor Individual) saiba que não é possível arquiteto autônomo atuar como MEI.

Na Lei Complementar 128/08, que institui o MEI, não estão inclusas como permitidas as atividades de arquitetura.

Portanto, sabemos que muitos profissionais dessa área desejam saber como trabalhar como arquiteto autônomo para terem o próprio negócio, por não quererem ser empregados, ou por qualquer outro motivo.

Então se você deseja mesmo se tornar um brilhante profissional arquiteto autônomo nós podemos te ajudar com todos os procedimentos para você atuar tranquilamente dentro da legalidade e possa ter sucesso nessa área sem enfrentar problemas.

Com a assessoria de nossa contabilidade especializada para arquiteto autônomo, você tem toda orientação e apoio necessário para se tornar um arquiteto autônomo.

Venha nos conhecer; será um prazer te ajudar!

Um forte abraço.

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Attentive Contabilidade? Somos especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo. Será um prazer conversar com você!

Siga-nos nas Redes Socias:

Facebook: @attentivecontabilidade

Linkedin: Attentive-Contabilidade/

Instagram: Attentivecontabilidade/

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *