Contabilidade Para Pet Shop

Entenda o real valor da Contabilidade para Pet Shop!

A contabilidade para pet shop vai depender da escolha do empresário no início de sua empresa, momento em que se define como serão recolhidos os impostos. Essa escolha é importante principalmente para ter melhor lucratividade na empresa e manter sua sustentabilidade.

Com o decorrer do tempo, a empresa poderá progredir, manter sua estabilidade ou até mesmo regredir e, como o cenário ainda é indefinido no seu início, é necessário escolher o regime tributário.

Entre os sistemas de tributação de apuração da contabilidade para pet shop, o empresário pode se definir por um dos seguintes:

Microempreendedor Individual (MEI)

A implantação de uma empresa como MEI é a mais prática permitida pela legislação. O sistema MEI é para empreendedores que querem trabalhar por conta própria de maneira legalizada, podendo ser escolhido por qualquer pessoa física, desde que atenda a determinadas condições, e fazendo uma contabilidade para pet shop de forma mais simplificada.

O MEI permite que o empreendedor possa, ao longo do tempo, se transformar em microempresa e, além disso, também pode contratar um empregado, que deve receber no mínimo um salário piso da categoria.

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

A EIRELI é uma empresa individual, sem sócios, com todas as características de uma empresa padrão. Na contabilidade para pet shop, a principal diferença entre o MEI e a EIRELI é o limite de faturamento anual, que irá depender do seu enquadramento tributário, podendo ser Lucro Presumido, Lucro Real ou Simples Nacional.

A exigência para a abertura de uma EIRELI é um capital social no valor mínimo de 100 salários mínimos, que deve ser distinto e separado em conta exclusiva em nome da empresa, não podendo ser vinculado ao capital particular do empreendedor.

Sociedade Limitada (LTDA)

A sociedade limitada pode reunir dois ou mais sócios para a abertura de uma empresa. Cada sócio tem a responsabilidade limitada à sua parte do capital social, porém ambos respondem pelas dívidas contraídas pela empresa em sua totalidade, independente das cotas de cada um.

Assim, por exemplo, se um sócio possui 60% do capital e o outro 40%, mesmo assim, ambos devem arcar com a totalidade equivalente de uma possível dívida, e no caso dos lucros, cada um recebe de acordo com o percentual equivalente a sua parte.

Além desses tipos de sociedades, a legislação ainda permite outros modelos, embora não adaptados à atividade de um pet shop.

A contabilidade para pet shop e o futuro da empresa

A contabilidade para pet shop é definida de acordo com a escolha feita pelo empreendedor ou pela sociedade no momento da estruturação da empresa. Essa escolha é que vai permitir o sistema de recolhimento dos tributos ao longo da vida empresarial.

O regime tributário mais adotado pelas empresas atualmente é o Simples Nacional, que permite recolher numa única guia todos os impostos, oferecendo maior comodidade e menor valor para a tributação.

O Simples Nacional é o melhor sistema para pequenas e médias empresas, podendo ser aplicado tanto às empresas MEI quanto às microempresas (ME) ou empresas de pequeno porte (EPP).

No modelo atual do Simples Nacional, a alíquota é aplicada diretamente sobre o faturamento da empresa. Nos próximos anos, a forma de cálculo deverá sofrer algumas alterações, devendo ser feita sobre a receita bruta acumulada nos 12 meses anteriores ao período de apuração, multiplicado pela alíquota constante nos anexos do Simples Nacional e subtraindo-se a parcela a deduzir (também constante nos anexos), dividindo-se o resultado pela Receita Bruta acumulada nos 12 meses anteriores ao período de apuração.

No novo Simples Nacional, as empresas com faturamento entre R$ 3,6 e R$ 4,8 milhões anuais deverão fazer o cálculo do ICMS e do ISS à parte do Simples Nacional.

Como fazer a contabilidade para pet shop

Para escolher o melhor sistema de contabilidade para pet shop, o empresário deve consultar um escritório especializado neste ramo de atividades,uma vez que se trata de um segmento de mercado que envolve praticamente todos os impostos, inclusive o ICMS e o ISS.

O empresário deve ter em mente que, mesmo que em alguns regimes tributários os registros contábeis não sejam exigidos, é necessário manter a contabilidade para pet shop à parte, permitindo que o empresário ou os sócios tenham conhecimento da lucratividade da empresa e possibilitando, ao longo do tempo, a escolha do melhor regime tributário.

Apenas através das projeções não se pode definir a situação real da empresa e, portanto, o controle da contabilidade para pet shop deve ser feito através de um fluxo de caixa correto, com todas as informações, com as entradas e saídas de dinheiro, controle de estoque e previsão de receitas e despesas.

A melhor alternativa, portanto, é buscar um escritório especializado em contabilidade para pet shop, garantindo que a empresa possa se manter sustentável e lucrativa, recolhendo devidamente seus impostos e se mantendo dentro da legislação.

Até a próxima!

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Attentive Contabilidade? Somos especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo. Será um prazer conversar com você!

Siga-nos nas Redes Socias:

Facebook: @attentivecontabilidade

Linkedin: Attentive-Contabilidade/

Instagram: Attentivecontabilidade/

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *