Montar Um Pet Shop

Como Montar Um Pet Shop: saiba todos os passos básicos

Montar Um Pet Shop é o sonho de muitas pessoas que gostam de animais, e o mercado é altamente lucrativo, atualmente, o Brasil ocupa a segunda posição no mercado mundial voltado para bichinhos de estimação. E não é para menos! Nosso país tem uma população de mais de 50 milhões de cães e gatos.

Segundo a Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação), o setor apresenta um crescimento de, em média, 17% ao ano. Além disso, o faturamento anual passa de 15 bilhões de reais.

Lucrativo e promissor, esse segmento tem atraído milhares de empreendedores. Se você faz parte desse grupo e, pretende, em breve, montar um pet shop para chamar de seu, não dê o próximo passo sem conferir as nossas dicas!

Planeje o seu negócio

O primeiro passo para fazer o seu empreendimento dar certo é montar um bom plano de negócios. Esse plano deve conter um estudo de mercado (potencialidades, limitações, concorrência), perfil do público-alvo, metas de curto a longo prazo, projeções financeiras, cálculos de custos, além de estratégias para o alcance dos objetivos.

Tudo deve estar na ponta do lápis e, se você tiver dificuldades para montar o plano, procure o auxílio de consultores especializados.

Vale ressaltar que um planejamento de negócios bem feito aumenta significativamente as chances de atingir o sucesso, pois, evita que processos tenham que ser refeitos.

Estude as necessidades do público

Queremos criar algo que tenha sucesso, não é mesmo? Para que isso aconteça, precisa existir demanda para os serviços e os produtos que você vai oferecer.

Se você não tem contato com o mercado pet, faça pesquisas com conhecidos que sejam donos de pets: busque compreender quais são os problemas que eles enfrentam na rotina de cuidados e o que eles valorizam.

Analise seus concorrentes

Além de analisar as necessidades dos clientes, devemos verificar os concorrentes também! Veja como é o atendimento deles, quais serviços oferecem, quais são os diferenciais, quais são as formas e por que se destacam.

Aprenda com as experiências deles e faça uma comparação entre a concorrência e seu pet shop. Alguma das formas mais difundidas de análise de negócio e de concorrência são a SWOT e as 5 forças de Porter.

Esteja por dentro das tendências do mercado

Além de suprir as necessidades dos consumidores, é necessário estar atento às tendências do mercado para não perder o bonde e ficar para trás!

Estar sempre atualizado permite que você antecipe serviços, atendimentos e produtos e esteja um passo à frente da concorrência.

Leia sempre jornais, revistas, periódicos da área. Participe e troque ideias em feiras e em grupos de discussão. Confira algumas das tendências que separamos para você.

Defina os produtos e serviços a serem oferecidos

O mercado pet é muito amplo e apresenta uma série de possibilidades. Ao abrir um pet shop, é importante que o empresário defina a sua área de atuação e mantenha o foco. Ele pode começar com um pet shop pequeno, que ofereça rações, roupinhas e serviços básicos de banho e tosa. Ou, caso ele prefira, é possível montar um pet shop maior e mais completa, que disponibilize brinquedos, massagem canina, dog walker e até hotel para os animaizinhos.

Alguns exemplos de serviços:

  • Estética: banho e tosa em loja ou móvel e spa
  • Saúde: atendimento veterinário, internações hospitalares, exames e tratamentos alternativos como acupuntura.
  • Estadia: hotelzinho
  • Recreação: creche, dog walk e festas
  • Adestramento
  • Serviços complementares: táxi dog e entrega de produtos

Cuide das questões burocráticas

Antes de abrir as portas do seu pet shop, providencie toda a documentação necessária para legalizar a empresa. Nesse sentido, é indispensável procurar o conselho regional de medicina veterinária da sua região, a prefeitura municipal, a vigilância sanitária e também o ministério da agricultura. Se você pretende que sua loja comercialize animais silvestres, é preciso conseguir uma licença do IBAMA.

Vale destacar que para a venda de qualquer animal de estimação ou mesmo a doação é preciso inscrever a loja no Cadastro Municipal de Comércio de Animais — CMCA — e ter um profissional habilitado pelo CMV que possa prestar serviços de cunho médico veterinário.

Consulte também: vigilância sanitária para saber sobre as condições de higiene e disposição de cômodos; corpo de bombeiros, verifique os dispositivos de segurança necessários; a prefeitura, a respeito de licenças de funcionamento.

Escolha o ponto comercial adequado para Montar Um Pet Shop

Outro aspecto crucial para o sucesso do seu negócio é a escolha do ponto comercial, ele precisa favorecer as atividades do seu pet shop. Veja se o imóvel possui espaço suficiente, verifique se comporta reformas para ampliações futuras, analise se o ambiente possibilitará o bem-estar dos animais e se pode ser adaptado para oferecer conforto aos clientes. É necessário também que o pet shop seja bem localizado, acessível e situado em uma área pavimentada.

Fique de olho na estrutura

Outro ponto referente às exigências legais que devem ser obedecidas é a licença de funcionamento e um alvará emitido pela Vigilância Sanitária, além do registro do Departamento de Defesa Animal.

Além das informações sobre o mercado, faça um levantamento prévio sobre as instalações mínimas e necessárias para abrir uma loja de animais, como:

  • Pisos impermeáveis da loja e da sala de banho;
  • Sala de secagem e de tosa;
  • Instalações para abrigo dos animais.

Cote equipamentos

Além da estrutura básica, alguns equipamentos são obrigatórios para montar um pet shop:

  • Máquina de tosa profissional;
  • Secador;
  • Soprador;
  • Lâminas para máquina de tosa profissional e adaptadores.

Faça planejamento financeiro

Com toda pesquisa anterior em mãos, anote todos os gastos e faça uma tabela de custos para que não perder o controle e de vista o que será necessário. Feito isso, coloque na ponta do lápis: quanto é o investimento necessário?

Consulte seus fundos de investimento, se for necessário, verifique também a possibilidade de sociedade.

Monte a equipe

A depender do porte da empresa e dos serviços oferecidos no pet shop, contrate os colaboradores para trabalharem no negócio. Seja criterioso na escolha dos profissionais ao Montar Um Pet Shop, analise os currículos cuidadosamente e faça as entrevistas sem pressa. De modo geral, pet shops em estágios iniciais de implantação precisam de atendentes, veterinários, cuidadores e um gestor. Com as contratações concluídas, invista em treinamento.

Procure bons parceiros

Sempre precisaremos de ajuda, isso é fato. Mesmo que cientistas desenvolvam alguma técnica ou medicação de super aprendizado ou até clones nossos, não dominaremos todo o conhecimento necessário. Por isso, procure parceiros em que você tenha confiança para montar um pet shop: contadores, veterinários, funcionários, arquitetos, fornecedores e softwares de gestão.

Use a tecnologia a seu favor

Para Montar Um Pet Shop comece com o pé direito, conte com ajuda da tecnologia para modernizar os processos de atendimento e gerenciamento. Utilize um software de gestão. O Vetus é um sistema de gestão específico para pet shops, clínicas veterinárias e hospitais veterinários. Ele oferece ferramentas para gerir o relacionamento com os clientes, facilitar a administração do pet shop e manter o negócio organizado. Experimente o Vetus por 15 dias gratuitamente!.

E aí, gostou das nossas dicas de Como Montar Um Pet Shop? Vai colocá-las em prática? Conte para nós como anda seu negócio na nossa página do Facebook ou nos comentários!

Até a próxima!

Fonte: Blog do Vetus

 

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
Como qualquer outro negócio, é necessário ter alguns cuidados com…