Pró-Labore Um Guia Com Tudo O Que Os Socios De Uma Agencia De Publicidade Precisam Saber Post - Contabilidade Em Moema Zona Sul | Attentive Assessoria Contábil

Pró-labore: Um Guia com tudo o que os sócios de uma Agência de Publicidade precisam Saber!

Conhecido também como “o salário do chefe”, o pró-labore é essencial para  que você saiba se remunerar e não confunda as contas pessoais com as profissionais!

Muitas dúvidas cercam sócios e diretores quando o assunto é pró-labore, ainda mais quando falamos de um negócio tão dinâmico quanto uma agência de publicidade.

Pensando nisso, nós, da Attentive Consultoria, justamente por conhecermos com maior precisão as questões contratuais e legais da estruturação de uma empresa, no que tange os direitos societários, separamos as principais dúvidas sobre pró-labore e vamos te ajudar a entendê-las com mais clareza. O que acha?

Então, se está afim de saber com exatidão do que se trata esse termo e como definir valores justos entre os seus sócios, confira agora mesmo essa postagem que preparamos especialmente para você, dono de agência de publicidade.  

O que é Pró-labore?

Então, para começarmos bem, vamos entender do que se trata o pró-labore…

Pró-labore é um termo que tem origem do latim, que significa “pelo trabalho”.

Sendo direto, ele corresponde a remuneração dos sócios e diretores da empresa, uma vez que eles estão responsáveis legalmente pelo empreendimento.

Qual a diferença de pró-labore para salário?

Muito diferente do salário, que é uma obrigação trabalhista, o pró-labore não possui vínculo algum com FGTS ou então obrigatoriedade de cálculo de férias, 13º, adicionais noturnos etc.

Mas, nada impede de que a empresa estabeleça um contrato com os seus sócios ou diretores que possibilite esses cálculos e benefícios, – exceto o FGTS, vale lembrar.

Como calcular o valor do pró-labore?

O pró-labore, embora não tenha vínculo com obrigações trabalhistas, é um cálculo com incidência de impostos, e saber como defini-lo é essencial para satisfação dos seus sócios e para a saúde financeira da empresa.

Vale lembrar que: não existe um piso ou um teto para a definição do valor a ser pago aos seus sócios na definição do valor do pró-labore a cada um deles, contudo, é preciso ser justo e destinar somente o necessário para o exercício das suas tarefas e atividades como pessoa física – voltando a lembrar que incidem impostos sobre esse valor.

É como um pensamento que contemplei no blog: e-commerce de Sucesso, do Bruno de Oliveira…

Se eu fosse contratar um funcionário para fazer exatamente o que eu faço, quanto valeria o salário dele?

Portanto, em vez de definir um valor exorbitante de pró-labore para as cabeças do negócio, avalie as funções e responsabilidade de cada um e seja justo.

“Mas e o meu lucro com tudo isso?”

Isso você tira da distribuição de lucros, que já foi devidamente tributada e pode ser repartida sem problemas entre as participações de cada um.

Conte com a Attentive Consultoria e conte com uma definição justa do seu pró-labore!

Então, para que não hajam conflitos e todas as partes interessadas sejam remuneradas com um pró-labore justo, conte com os profissionais da Attentive e defina um valor assertivo entre os seus sócios.

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Attentive Contabilidade? Somos especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo. Será um prazer conversar com você!

Siga-nos nas Redes Socias:

Facebook: @attentivecontabilidade

Linkedin: Attentive-Contabilidade/

Instagram: Attentivecontabilidade/

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *