fbpx
3 Dicas De Gestão De Pessoas Para Startups - Contabilidade Em Moema Zona Sul | Attentive Assessoria Contábil

Saiba sobre os regimes tributários para agências de publicidade

Regimes tributários para agências de publicidade, como encontrar a melhor opção? Quais as diferenças entre os regimes tributários disponíveis no país?

Definir o melhor regime tributário para agências de publicidade implica em diversos fatores que podem impactar diretamente nos resultados do negócio. Basta uma escolha inadequada para que a agência sinta o peso da carga tributária sobre os seus negócios.

Infelizmente, muitas agências de publicidade acabam fazendo escolhas equivocadas e em razão disso contribuem com uma carga tributária acima da média para o setor, fato que prejudica o bom andamento dos negócios.

Sabendo disso, a Attentive Contabilidade, apresenta neste conteúdo os principais nuances dos regimes tributários para agências de publicidade e seus impactos sobre as empresas do setor, confira!

 

Como funciona a tributação para agências de publicidade?

Agências de publicidade podem ser tributadas por meio de três regimes diferentes, fato que causa confusão e muitas vezes, tributação em excesso. 

Os regimes tributários disponíveis para empresas desse setor são os seguintes:

Lucro Real

  • Obrigatório para empresas em geral e agências de publicidade com faturamento anual superior a R$ 78 milhões de reais;
  • Optativo para empresas com faturamento inferior ao limite destacado no item anterior;
  • O cálculo de parte dos impostos devidos é baseado no lucro líquido da empresa.

Lucro Presumido

  • Regime destinado para empresas com faturamento superior a R$ 4,8 milhões anuais e inferior a R$ 78 milhões;
  • Tributação com base em alíquotas pré-definidas pela legislação tributária;
  • Pagamento de cada tributo (IRPJ, CSLL, PIS, COFINS) por meio de uma guia específica.

Simples Nacional

  • Regime destinado para empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões anuais;
  • Pagamento de tributos por meio de uma única guia mensal;
  • Alíquotas reduzidas a depender do faturamento mensal.

Vale destacar que apesar de ser uma possibilidade, o Lucro Real demonstra-se vantajoso apenas para empresas de grande porte, enquanto que o Simples Nacional e o Lucro Presumido atendem melhor as empresas de pequeno e médio porte.

 

Lucro Presumido ou Simples Nacional para agências de publicidade?

Descartado o Lucro Real como alternativa para grande parte das agências de publicidade, nos resta o Lucro Presumido e o Simples Nacional, entre as possibilidades, qual a melhor opção?

Analisando apenas os limites de faturamento, muitas pessoas acreditam que o Simples Nacional é a melhor opção para agências de publicidade, no entanto, é importante destacar que essa conclusão nem sempre é verdadeira.

Como regra, o Simples Nacional é um regime mais econômico e vantajoso para pequenas e médias empresas, entretanto, uma análise mais detalhada é necessária para definir com clareza o melhor regime tributário para agências de publicidade.

Na prática, a tributação aplicáveis no Simples Nacional e no Lucro Presumido para agências de publicidade podem variar da seguinte forma:

Simples Nacional: Entre 4,5% e 33% das receitas mensais.

Lucro Presumido: Entre 13,33% e 16,33% das receitas mensais.

Com base nas alíquotas destacadas acima, existem alguns casos onde o Simples Nacional é a melhor opção e outros onde o Lucro Presumido é a escolha ideal.

Deseja descobrir qual o melhor regime tributário para a sua agência de publicidade? Solicite uma análise da Attentive Contabilidade. Entre em contato conosco.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *