Você Precisa Saber Sobre Franquias

Tudo o que você precisa saber sobre franquias

As franquias estão em alta e não é por acaso. Esse modelo de negócio tem se mostrado uma alternativa relativamente segura de investimento, alimentando o sonho de muitos brasileiros que, mesmo com pouca experiência em gestão, desejam empreender e melhorar de situação financeira. Segundo a Associação Brasileira de Franchising, o faturamento no setor cresceu cerca de 398% entre 2002 e 2013, e nesse mesmo período o número de unidades franqueadas passou de 56 mil para mais de 114 mil no Brasil.

Antes de começar a investir, no entanto, o empreendedor deve fazer várias perguntas a si mesmo e exigir alguns esclarecimentos básicos do franqueador. Não basta apostar nesse modelo esperando apenas o retorno rápido, sem estudar propostas, analisar investimentos, enfim, pesquisar. Além disso, é muito comum encontrar pessoas que entram nesse mercado com algumas ideias erradas sobre o que significa ser um franqueado. Por isso, fizemos um guia definitivo para quem está pensando em entrar no mundo das franquias.

Pesquise as possibilidades do mercado

O futuro franqueado deve fazer uma boa análise das possibilidades de negócio. É importante escolher um setor que seja compatível com seu estilo de vida e suas preferências, como educação, saúde, moda, alimentação e turismo, entre outros. Essa escolha é determinante para o sucesso do empreendimento, já que não são raros os casos em que um franqueado escolhe uma área de atuação apenas pelo retorno financeiro, sem pensar que o envolvimento e o trabalho são fundamentais para que as coisas deem certo.

Outro ponto importante é se limitar a uma franquia condizente com a sua situação econômica. Hoje, é possível investir em microfranquias que exigem um capital inicial inferior a R$ 10.000, ou até em grandes empresas, com investimentos que podem chegar a mais de R$ 100.000. Começar um empreendimento sem dívidas pode significar a sobrevivência do seu negócio, já que nos primeiros meses o retorno ainda não compensará o investimento.

Estude o contrato e a Circular de Oferta de Franquia (COF)

A COF é um documento fundamental para todo o franqueado e o primeiro passo antes de investir qualquer dinheiro em uma franquia. É tão importante que a Lei nº 8.955 exige sua emissão, devendo ser entregue em no mínimo 10 dias antes que seja firmado o contrato. Nela são disponibilizadas informações sobre a situação financeira do franqueador, os investimentos totais que devem ser realizados e até a situação legal da empresa.

Tanto a COF, quanto o contrato emitido pela companhia, devem ser analisados e estudados por um advogado empresarial e um consultor financeiro. Esses profissionais apontarão pontos obscuros nesses documentos, que podem ser cruciais para evitar dores de cabeça judiciais no futuro. Se a empresa se negar a emitir a COF, fique longe dela.

Analise as opções de financiamento da franquia

Nem todo mundo consegue dispor de todo o capital necessário para investir em uma franquia, mas existem cada vez mais opções de financiamento disponíveis. Hoje, as instituições financeiras públicas e privadas oferecem linhas de créditos destinadas especificamente ao Franchising. Em muitos casos, o próprio franqueador possui linhas pré-aprovadas com bancos, que podem facilitar muito a vida do franqueado. Os juros desses financiamentos estão cada vez mais baixos, o que têm contribuído, inclusive, para o crescimento desse modelo de negócios no Brasil.

Outra forma recomendada para se levantar capital é através da formação de uma sociedade, principalmente em relação a franquias de grande porte. Nesse caso, porém, é necessário estabelecer de forma clara a função de cada sócio e procurar alguém de confiança, que tenha afinidade com o ramo escolhido.

Converse com franqueados e empresários que saíram da rede

Essa é uma consulta que pode trazer informações fundamentais para você. Na própria COF, normalmente você terá acesso a uma lista com todos os franqueados e ex-franqueados, inclusive com seus telefones e e-mails. Entrando em contato com essas pessoas, você será capaz de descobrir se a empresa costuma atender a parte dela do contrato e se o negócio realmente é lucrativo.

Claro, descobrir o motivo daqueles que se desligaram da empresa pode ser mais fundamental do que consultar aqueles que ainda estão ativos.

Um franqueado nunca é o dono sozinho

Para quem busca mais independência e pensa em entrar no ramo de franquias apenas para se livrar do patrão, a frustração pode ser grande. Sim, você será o gestor do negócio, mas muitas vezes terá que obedecer ao comando da matriz. Investir em uma franquia é comprar um pacote pronto, com um modelo de funcionamento padronizado. Normalmente, as principais decisões são tomadas pela própria empresa franqueadora.

Entretanto, para os empreendedores inexperientes, essa pode ser uma boa jogada, já que as franquias de qualidade normalmente oferecem manuais de funcionamento e gestão, ajudam a acompanhar as metas da unidade, oferecem cursos de aprimoramento gerencial e atuam para auxiliar na solução de eventuais problemas operacionais.

Fonte: Controlleblog

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Attentive Contabilidade? Somos especialistas no seu negócio e poderemos ajudá-lo. Será um prazer conversar com você!

Siga-nos nas Redes Socias:

Facebook: @attentivecontabilidade

Linkedin: Attentive-Contabilidade/

Instagram: Attentivecontabilidade/

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *